CARREGANDO...

Olá Visitante      Login   Cadastrar
 

Intestino irritável, síndrome do

É uma doença crônica recidivante, que afeta 7%-22% da população mundial. Segundo os denominados Critérios de Roma III, a síndrome do intestino irritável é definida pela coexistência de dor ou desconforto abdominal associados à alteração do hábito intestinal. Os sintomas devem estar presentes no mínimo por três meses antes que o diagnóstico seja considerado. Os sintomas comumente iniciam entre o final da a dolescência e o início da terceira década. A dor abdominal em geral é intermitente, do tipo cólica, localizadda na região abdominal inferior. Os pacientes com síndrome do intestino irritável (SII) podem ser classificados em uma das três categorias com base no hábito intestinal predominante: SII com diarréia, SII com constipação ou SII com alternância diarréia e constipação. A fisiopatologia não é completamente esclarecida mas, além algumas importantes alterações descritas, alterações na microbiota intestinal têm tambem sido relatadas, suportadas por diferentes graus de evidência. Os principais mecanismos fisiopatológicos desta síndrome incluem: motilidade anormal nos colos e no intestino delgado, hipersensibilidade visceral, infecção entérica e anormalidades psicossociais. A presença de certo grau de inflamação na parede do intestino é agora aceita na síndrome do intestino irritável (SII). Seus sintomas está fortemente relacionado ao estresse, ansiedade e depressão. É necessário desenvolver uma metodologia para definir e medir a somatização para o auxílio no diagnóstico clínico e a inclusão dos fatores psicossociais relacionados ao desenvolvimento e persistência dos sintomas nos critérios diagnósticos para a SII. Também é necessário uma investigação restrita para excluir causas orgânicas para os sintomas. O tratamento da síndrome do intestino irritável é baseado em diversas abordagens terapêuticas, mas, poucas tem resultados efetivamente satisfatórios ou sem a ocorrência de eventos adversos. É importante tranquilização, orientação e apoio aos pacientes com SII. Exercícios moderados são benéficos. Entre as medidas farmacológicas incluem-se: agentes antiespasmódicos, agentes antidiarreicos, agentes anticonstipação e psicofármacos. Mais recentemente, a microbiota intestinal e o uso de probióticos têm sido considerados como fatores importantes a serem considerados. As terapias cognitivo-comportamentais, as técnicas de relaxamento e a hipnoterapia parecem ser benéficas em alguns pacientes. Em sua maioria, os pacientes com SII aprendem a lidar com seus sintomas e mantêm-se produtivos

Intestino irritável, síndrome do

Gastroenterologia Pediatria Psiquiatria

70

Artigo(s)
Relacionados
  • Gastroenterologia
  • Pediatria
  • Psiquiatria

Deseja ler sobre outras síndromes? Selecione abaixo a letra inicial da síndrome que você busca.
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z