CARREGANDO...

Olá Visitante      Login   Cadastrar
 

Apnéia obstrutiva do sono, síndrome da

É caracterizada por obstruções recorrentes das vias aéreas superiores durante o sono que ocorrem no nível da faringe. Define-se como um distúrbio da respiração durante o sono e caracteriza-se por uma obstrução parcial prolongada da via aérea superior e/ou obstrução completa intermitente, que interrompe a ventilação normal durante o sono e a estrutura normal do sono. A síndrome da apneia obstrutiva do sono (SAOS) é considerada hoje como um problema de saúde pública, acometendo até 32,8% da população adulta na cidade de São Paulo.Ela afeta especialmente pacientes do sexo masculino, obesos e com mais de 40 anos, sendo a idade e o índice de massa corporal (IMC) fatores de risco consideráveis. A SAOS é um fator de risco para várias condições cardiovasculares como hipertensão arterial, insuficiência cardíaca congestiva, acidente vascular cerebral, doença arterial coronariana5, síndrome metabólicae arritmias cardíacas. SAOS é fator de risco independente para hipertensão arterial sistêmica (HAS). A prevalência da hipertensão arterial sistêmica (HAS) em portadores da SAOS varia de 40% a 90%, e o inverso, a prevalência da SAOS entre portadores de HAS, é de 22% a 62%. Recentemente, a SAOS foi associada ao aumento na mortalidade cardiovascular em pacientes com a forma grave da doença sem tratamento.Se não diagnosticada e tratada corretamente, a SAOS pode levar à alta morbidade, como redução da função cognitiva e aumento do risco de acidentes, além de estar relacionada a doenças como a hipertensão arterial sistêmica,a síndrome metabólica, o infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral. Muitos fatores estão associados de forma complexa à fisiopatologia da SAOS. É comprovadamente relatada a diminuição do volume da via aérea, seja por alterações craniofaciais ou por obstrução nas vias aéreas (representada pela hipertrofia adenotonsilar, depósito de gordura em vias aéreas, etc.), associada a alterações neuromusculares nessa região. A principal queixa relacionada à SAOS é a hipersonolência diurna, seguida por roncos, ganho de peso e atividade motora noturna excessiva. O diagnóstico da SAOS é baseado na história clínica, exame físico e testes de registro do sono (polissonografia e testes simplificados). O estudo padrão-ouro para confirmar o diagnóstico é a polissonografia. Simples medidas, como a retirada de bebidas alcoólicas e de certas drogas (benzodiazepínicos, barbitúricos e narcóticos), a adequada posição do corpo e a perda de massa gorda, podem ser eficazes para o tratamento de SAOS.Também é importante evitar a posição do corpo na qual a apneia aparece ou piora (habitualmente o decúbito dorsal).Alguns tratamentos farmacológicos, como a reposição hormonal nos indivíduos que apresentam acromegalia ou hipotireoidismo associados a SAOS, podem ser benéficos.O aparelho de pressão contínua em via aérea (continuous positive airway pressure- CPAP) é um dos tratamentos mais frequentemente empregados pelas seguintes razões: é não invasivo, de baixo risco, relativamente simples de usar e altamente eficaz. Já existem estudos que demonstram que, uma vez que o paciente tenha aderido ao tratamento, o CPAP promove melhora significativa na qualidade de vida, reduzindo a sonolência diurna e outros sintomase diminuindo consideravelmente os fatores de risco. As cirurgias direcionadas para SAOS têm por objetivo a modificação dos tecidos moles da faringe (palato, amígdalas, pilares amigdalianos e base da língua) e aqueles que abordam o esqueleto (maxila, mandíbula e hioide). Não existe um procedimento específico que possa resolver todas as necessidades do indivíduo e, muitas vezes, a combinação de cirurgias passa a ser a melhor forma de tratamento. Dependendo do problema anatômico a ser resolvido e da gravidade de SAOS, mais de uma modalidade cirúrgica pode ser utilizada de forma conjunta, num mesmo ato cirúrgico, ou de forma sequencial, na medida em que alguns benefícios são alcançados. A adequada seleção e avaliação dos pacientes é fundamental no sucesso do tratamento cirúrgico de SAOS.

Apnéia obstrutiva do sono, síndrome da

Cardiologia Otorrinolaringologia Pediatria Pneumologia

115

Artigo(s)
Relacionados
  • Cardiologia
  • Otorrinolaringologia
  • Pediatria
  • Pneumologia

Deseja ler sobre outras síndromes? Selecione abaixo a letra inicial da síndrome que você busca.
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z