CARREGANDO...

Olá Visitante      Login   Cadastrar
 

Forestier, síndrome de

Hiperostosis esquelética idiopática difusa - os critérios de definição da doença foram estabelecidos e consistem em: (1) calcificação ou ossificação ao longo de ligamentos paravertebrais anterolaterais, de forma contígua ao longo de pelo menos quatro corpos vertebrais, com ou sem excrescências ósseas pontuais associadas ao nível intervertebral; (2) relativa preservação da altura dos discos intervertebrais destas áreas e ausência de sinais de degeneração dos mesmos; e (3) ausência de anquilose apofisária ou erosão/esclerose/fusão sacroilíaca. Tipicamente, identificam-se osteófitos nas regiões anteriores e laterais dos corpos vertebrais. Trata-se de uma doença de caráter não inflamatório que acomete preferencialmente homens idosos. Os sintomas das complicações são mais exuberantes que os da doença propriamente dita. A disfagia é o sintoma cervical mais conhecido. Outros sintomas discutidos são a apneia do sono, globus faríngeo, tosse, disfonia, dispneia, otalgia reflexa e sintomas medulares compressivos. O diagnóstico é efetuado com apropriado estudo radiológico. Embora a doença de Forestier não seja rara, é frequentemente não reconhecida. geralmente é assintomática e, portanto, latente. Porém, pode levar à importante morbimortalidade. Os osteófitos podem se desenvolver e levar à compressão extrínseca em tecidos locais. O tratamento da síndrome de Forestier é baseado em uma estratégia multidisciplinar conservadora, com fisioterapia e atividades físicas. Pacientes com distúrbios de deglutição são orientados a fazer modificações dietéticas e terapias de deglutição. De modo geral a síndrome (doença) de Forestier não apresenta tratamento específico, uma vez que a evolução é lenta, e os pacientes são em sua maioria assintomáticos. O tratamento é baseado em estratégia conservadora. Pacientes com disfagia refratária e comprometimento respiratório podem ser submetidos a tratamento cirúrgico. O tratamento clínico medicamentoso, composto por mudança de hábitos alimentares e pelo uso de relaxantes musculares associado à fisioterapia, é uma boa opção para os casos de sintomatologia leve a moderada.

Forestier, síndrome de

Cirurgia Geriatria Ortopedia Otorrinolaringologia

8

Artigo(s)
Relacionados
  • Cirurgia
  • Geriatria
  • Ortopedia
  • Otorrinolaringologia

Deseja ler sobre outras síndromes? Selecione abaixo a letra inicial da síndrome que você busca.
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z