CARREGANDO...

Olá Visitante      Login   Cadastrar
 

Dor patelofemoral, síndrome da

Caracteriza-se como dor difusa na região anterior do joelho, geralmente de início insidioso e progressão lenta, sendo responsável por 25% de todas as lesões que acometem essa articulação.

É uma dos distúrbios musculoesqueléticos mais frequentes que acometem a articulação do joelho é a síndrome da dor patelofemoral (SDPF).

Sua incidência é maior em populações fisicamente ativas como adolescentes e adultos jovens, ocorrendo com maior frequência entre as mulheres em função das diferenças estruturais na largura da pelve, anteversão femoral, ângulo Q, torção tibial, força do quadríceps e lassidão ligamentar do joelho.

A etiologia da SDFP ainda é incerta, sendo a causa mais comum o mau posicionamento da patela. Entre outros fatores citados na literatura, estão o aumento do ângulo Q, a insuficiência do vasto medial oblíquo e a fraca ativação das fibras posteriores do glúteo médio.

Além disso, há destaque para a pronação excessiva da articulação subtalar, levando a compensações biomecânicas que sobrecarregam a articulação do joelho.

A dor é o principal sintoma apresentado pelos sujeitos com SDFP, a qual se caracteriza como difusa, retropatelar ou peripatelar, frequentemente bilateral e com períodos de exacerbação.

Os pacientes queixam-se de dor principalmente durante atividades que envolvam flexão do joelho como subir e descer escadas, agachar e permanecer sentado por tempo prolongado.

Atletas e outros pacientes com síndrome de dor patelofemoral frequentemente buscam uma forma de tratamento eficaz devido à possibilidade de serem afetados pela dor em atividades simples da vida diária ou mesmo durante a prática de esportes.

Tratamentos conservadores para SDPF normalmente consistem em uma variedade de componentes desenvolvidos para melhorar o alinhamento patelar.

Por ter etiologia multifatorial, a o tratamento da SDPF obriga a investigação individualizada e a intervenção a vários níveis, incluindo o reforço de músculos específicos, melhoria da flexibilidade e diferentes modalidades de fisioterapia musculoesquelética.

O tratamento conservador é o tratamento de eleição, na maioria dos casos, com bons resultados, apenas com uma pequena proporção de pacientes requerendo trratamento cirúrgico.

Dor patelofemoral, síndrome da

Ortopedia Reabilitação Reumatologia

33

Artigo(s)
Relacionados
  • Ortopedia
  • Reabilitação
  • Reumatologia

Deseja ler sobre outras síndromes? Selecione abaixo a letra inicial da síndrome que você busca.
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z