CARREGANDO...

Olá Visitante      Login   Cadastrar
 

Supertreinamento, síndrome do

Overtraining syndrome

A síndrome do overtraining, ou simplesmente supertreinamento (overtraining), é definida por vários pesquisadores como um desequilíbrio entre o estresse e a recuperação, em que fatores estressantes de ordem física, psicológica e social combinados com o pouco tempo de recuperação acarretam efeitos nocivos no desempenho dos atletas.

Exigências elevadas no treinamento pode não somente gerar adaptações positivas nos atletas e em seu desempenho, como também trazer prejuízos ao desportista quando o treinamento exceder a capacidade de regeneração individual, causando estagnação e/ou queda do rendimento e podendo levar a um quadro conhecido como "síndrome do excesso de treinamento" ou overtraining.

Os atletas, na tentativa de alcançar altos níveis de desempenho com o treinamento podem ser levados ou se tornarem excessivamente treinados, e freqüentemente exibir sinais e sintomas do supertreinamento.

Dentre esses sinais estão incluídos fadiga crônica, cansaço, dificuldadade para dormir, estagnação ou decréscimo no desempenho, infecções respiratórias e alterações no humor. Uma das características do supertreinamento é um aumento na freqüência cardíaca basal. Aumenta, após o exercício, a freqüência cardíaca em repouso e seu tempo de recuperação funcional.

Muitas vezes, a performance diminui acentuadamente. Vários pesquisadores listam inúmeros sinais e sintomas psicológicos, fisiológicos (hormonais), e queda da performance atlética. Um outro indício é o aumento do nível de percepção de esforço (esforço percebido) em uma mesma carga de trabalho.

Embora não exista indicação de que o supertreinamento cause danos irreversíveis ao atleta, o risco de lesão, doenças ou retirada prematura do esporte é aumentado. Uma das variáveis mais utilizadas no monitoramento de programas de treinamento esportivo, principalmente em fases de cargas elevadas(15), é a percepção de estresse e recuperação, através do questionário de estresse e recuperação para atletas (RESTQ-Sport). Essa variável tem sido utilizada principalmente em estudos que investigam a relação entre diferentes cargas de treinamento e seus efeitos no estado psicológico em atletas de diferentes modalidades esportivas.

Pesquisas tentam identificar marcadores, possíveis indicadores fisiológicos e bioquímicos do estado de treinamento, tais como relação testosterona/cortisol, concentrações máximas de lactato, concentrações plasmáticas de catecolaminas, hemoglobina, creatina quinase e o balanço simpáto-vagal, o qual tem sido constantemente investigado com a utilização da variabilidade da frequência cardíaca em atletas com overtraining e em treinamento, sob diferentes cargas de treinamento, devido à grande influência do treinamento sobre o controle autonômico cardíaco.

No entanto, os resultados encontrados ainda se mostram inconsistentes na literatura, pois alterações nessas variáveis acontecem não apenas quando os indivíduos estão excedendo o treinamento, mas também durante períodos de treinos intensos, os quais originam um estado de alarme no organismo caracterizado como "overreaching" ou "overtraining funcional", o qual necessita de até duas semanas de recuperação para o restabelecimento da forma física.

O contato entre o atleta e o treinador é importante para um planejamento cuidadoso dos períodos de recuperação antes da ocorrência de fadiga excessiva. O entendimento dos mecanismos de fadiga e das respostas fisiológicas associadas às diferentes durações e intensidades de exercício é essencial para uma correta elaboração das sessões de treinamento.

Na fase inicial de tratamento, deve-se diminuir o volume em treinamento. Em treinamentos intensos, na maioria das vezes, é recomendado que ele seja realizado após um razoável período de recuperação das sessões de treino anteriores.

Quando a síndrome do supertreinamento for de exaustão total, não se tem outra escolha a não ser a interrupção do treinamento intenso por algumas semanas ou meses.

Supertreinamento, síndrome do

Medicina do Exercício & Esporte Psiquiatria

16

Artigo(s)
Relacionados
  • Medicina do Exercício & Esporte
  • Psiquiatria

Deseja ler sobre outras síndromes? Selecione abaixo a letra inicial da síndrome que você busca.
A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z